Logo Marca Radio Mangabeira FM

 icone facebookicone you tubetwittericone instagram

Siga nossa rede sociais:

  • Anuncie Aqui

Apenas 19 pessoas não declararam Imposto de Renda 2017 dentro do prazo na PB, diz Receita

receita

Apenas 19 pessoas na Paraíba deixaram de entregar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), exercício 2017, dentro do prazo normal, encerrado na sexta-feira (28), de acordo com o balanço divulgado pela Receita Federal nesta terça-feira (2). De acordo com o órgão, o número de declarações entregues subiu 1,66% em relação a 2016, quando foram recepcionadas 285.241 declarações.


O prazo para entrega das declarações começou no dia 2 de março de 2017 e a expectativa da Receita Federal era de receber 290 mil declarações na Paraíba. Até as 23h59 da sexta-feira, foram entregues 289.981 declarações no estado.


Os contribuintes que perderam o prazo devem acessar o site da Receita e baixar o programa do IRPF 2017. Depois disso, é só preencher as informações necessárias e enviar, mas terão que pagar multa. O valor é calculado e emitido pelo próprio Programa Gerador da Declaração (PGD), e pode variar de 1% a 20% sobre o imposto devido. Se não houver esse débito, o valor da multa é de R$ 165,74.


A declaração também pode ser feita através de dispositivos móveis, tablets e smartphones, online, pelo portal e-CAC ou mesmo por meio de mídia física, como pen-drive ou disco rígido. Esses últimos devem ser entregues diretamente à Receita.

 

 

Declaração retificadora

 


Os contribuintes que enviaram informações incompletas devem fazer a declaração retificadora para incluir os dados que faltarem. Esse tipo de declaração também deve ser feita por quem estiver na malha fina, de preferência antes que a Receita faça o procedimento de ofício. Nesse caso, a multa é de até 225% sobre o imposto apurado e não pago.

 


Restituição

 


Os contribuintes que enviaram a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições, caso tenham direito. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade. O envio começou em 2 de março.

 

As restituições começarão a ser pagas em 16 de junho e seguem até dezembro, para os contribuintes cujas declarações não caíram em malha fina.

 


Consulta

 


No site da Receita Federal o contribuinte pode consultar a sua declaração por meio do link “processamento da declaração do IR”, nos quadros “Serviços para o Cidadão” e “Serviços em Destaque”.

 

FONTE: G1 PB